Órfãos!

Sim, Sou uma órfã! Perdi meu pai quando era criança e minha mãe há pouco tempo. E ambos deixaram um legado para que pudesse seguir como mãe:  Se abandonarmos nossos filhos, satanás  pode enviar alguém adotar!

Quando meu pai era vivo, ele sempre estava presente como pai: em reuniões de escola, em apresentações na igreja , assíduo na EBD , ou  em atitudes simples como um auxilio no dever de casa e levar para passear no dia de sábado.

Depois que  Deus colheu meu pai, minha mãe assumiu todo papel de acompanhamento escolar, estrutura espiritual , emocional e psicológica que meninas adolescentes precisavam. E mesmo sem poder andar e nos acompanhar fisicamente, minha mãe estava presente em TUDO, TUDO! Mesmo com todas as suas limitações, eu tive uma mãe presente na minha vida até seu ultimo dia de vida.

Meu pai? Honrou a Palavra “ Pai” , mesmo já estando morto. Posso dizer com orgulho: Meus pais foram presentes em todos os momentos da minha vida!

Infelizmente nos dias de hoje, muitos crianças são órfãos  de pais vivos. Isso mesmo! Pais vivos que abandonaram seus filhos, trocaram sua herança por pratos de lentilhas, cargos em igrejas ou boa remuneração no trabalho. Será que vale a pena deixar de lado a herança que o Senhor nos confiou guardar para viver uma vida de total egocentrismo? 

De que adiante ser benção na casa e na vida dos outros e uma maldição dentro de casa?

De que adianta pastorear ovelhas, se não consegue entender que os filhos  fazem parte do primeiro rebanho?

Não abra mão da herança que Deus te deu. Herança não se troca, não se vende e não se doa. Herança é um presente de alguém que te ama muito, por isso deu a você!

Por isso, seja presente nas atividades mais simples da vida do seu filho e dê amor e carinho o máximo que você puder! Não substitua sua presença por brinquedos. Pratique o prazer da boa presença paterna e materna. Brinque, sorria, dê gargalhas, veja filmes juntos, faça culto domestico,  acampe na sala de estar, vá á EBD juntos, ande de bicicleta, se enterre na areia da praia, faça piquenique, ajude nas lições de casa, leia bilhetinhos na agenda, ore com seu filho e pelo seu filho e acima de tudo: Seja o Pai que  que você teve ou gostaria de ter.

E assim, você deixará um legado de que Pai fica na nossa vida por toda vida, em nosso coração.

E seus filhos sentirão orgulhos de você.

Seu filho será o que você é!  Como você tem sido para seu filho? Não deixe seu filho órfão, pois alguém pode vim adotar.