Crianças precisam ser evangelizadas?

 

 

Evangelizar crianças? Pra quê?

 

          Hoje em dia muitas pessoas ainda tem o pensamento de pra quê e por quê evangelizar os pequeninos...Acham que crianças não têm opinião própria e não compreendem o que é verdadeiramente aceitar a Cristo

 Certo?

Errado!

          Quando pensamos em evangelizar ,automaticamente vêm em nossa mente aquele lindo versículos em Marcos 15:16 “Ide por todo mundo,pregai o evangelho a toda a criatura”. Toda criatura deve ser evangelizada ,é uma ordem de Jesus. Segundo o dicionário.criatura significa indivíduo. E individuo significa a pessoa humana , e quem são as pessoas humanas? São os homens ,mulheres ,jovens,

Idosos e crianças.

 A criança é uma criatura, e também deve ser evangelizada. Todos nós merecemos receber as boas novas da salvação, independente do nosso sexo ou cor.

          A bíblia diz que nós já nascemos no pecado, que a nossa natureza já é pecaminosa...ou seja., quando uma criança fala uma “mentirinha”, não foi porque ela aprendeu com o pai ou com a mãe, é porque nossa natureza já é pecaminosa. Imagina se você fosse para escola e de repente entra a professora e diz: “Bom dia! Hoje teremos aula de pecado. Primeira lição: Como contar mentira para os pais” Isso certamente não acontece, isto é apenas para ilustrar que nós não aprendemos a pecar,o pecado já nasce conosco.Assim como diz em Salmos 51:5 .

Nós temos que ter a consciência que nossas crianças também precisam conhecer as boas novas da salvação. Devemos evangeliza-las estão em perigo (Mateus 18: 14).Quando Jesus diz que não é da vontade do Nosso Pai que nenhum deste pequenino se perca, é porque eles estão em perigo. Quando você vai ascender uma churrasqueira ou atravessar uma rua perigosa, certamente alguém vai te dizer: “Tome cuidado!”, isso que dizer que você está correndo um risco. Assim também Jesus sabia que as crianças estariam correndo risco de se perder neste mundo e se contaminar no lamaçal de pecado.Muitas crianças se perdem por falta de conhecerem um evangelista de crianças.

           Por que devemos evangelizar crianças? (Porque estão em perigo e porque é uma ordem dada por Jesus, conforme nos diz em João 21:15/Marcos 10:14/Provérbios 22:6)

            Jesus dá tanta importância ás criança que ele nos manda ser como elas para herdarmos o Reino dos Céus.Devemos ser humildes es sinceros de coração,assim como as crianças,tanto que na bíblia diz que é da boca dos pequeninos que sai o perfeito louvor (Mt.21:16). Temos que ter a consciência que assim como nós, a criança também é uma pecadora.Devemos mostrá-la o que é o pecado e quais as conseqüências do pecado.Você sabe o que é pecado?

Pecado:É tudo aquilo que pensamos,falamos ou fazemos que não agrada ao Senhor.

O que será que uma criança faz que não agrada ao Senhor? (mentir,falar palavrão,pegar dinheirinho escondido da mamãe,bater no amigo,brigar com o irmão,não respeitar os mais velhos,matar aula,...)

E assim,como conseqüência do pecado,a bíblia diz que o pecado nos afasta de Deus.

          A criança é um alvo perfeito para a evangelização,devido á sua sinceridade e humildade, e não é difícil para ela confessar o seu pecado.

Ela é sensível ao pecado porque não tem o coração duro como a de um adulto, ele está livre de preocupações que dificultam muitas conversões, como desemprego, dívida,cônjuges problemáticos, vícios, etc.Além disso,a criança tem muita credibilidade em nós adultos. Ela tem tanta credibilidade em nós, que se dizermos á elas para fecharem os olhos e contarem até 50,quando abrirem os olhos, terão uma festa muito linda: com bolo de chocolate ,pipoca,cachorro-quente,balas e tudo que ele tem direito.Você certamente não acreditaria,mas elas com certeza,esta é a grande vantagem de evangelizar os pequeninos,ele têm o coração sincero e puro.

          O meu primeiro evangelismo foi até meio que engraçado:

Eu já estava meio preocupada que eu deveria evangelizar alguma criança e não conseguia, então orei á Deus e pedi a Ele que me enviasse algum pequenino que realmente precisasse ouvir e conhecer a Sua palavra.

Na casa da minha vizinha trabalha uma jovem que tem três filhos pequenos ,e ela leva essas crianças para o trabalho porque não têm ninguém para ficar com elas. Só que duas dessas crianças adora ficar na minha casa para brincar com meus filhos que também são pequenos. Só que eles não brinca um pouquinho, e sim o dia inteiro. Quando um está na escola, o outro está na minha casa; e vice-versa.

Eu já estava ficando enfadada de cuidar dos meus filhos, dos filhos dos outros e cuidar da casa.

Mas eu ainda estava orando á Deus pedindo que me enviasse uma criança para que eu pudesse evangelizar.Eu até confesso que pequei não dando importância á aquelas crianças e até pedi perdão á Deus por isso.

O dia estava passando e eu já nervosa porque eu tinha que evangelizar e aquelas crianças não saíam da minha casa. Toda hora eu chegava perto delas e falava assim: - Eu acho que a mãe de vocês está preocupada, e está querendo que vocês vão embora!; mas uma das crianças me respondia sem constrangimento nenhum: - Não, ela deixa-me ficar aqui!.E eu ficava pensando comigo:(Ai, que saco!).

          Só que eu não estava entendendo os planos de Deus: eu tinha dois folhetos para evangelizar, e na minha casa tinha duas crianças não-salvas. Imagine, Deus atendeu meu pedido sem eu nem tirar o pé de casa, e eu não estava entendendo.

          De repente, eu sentei a mesa para estudar, e o que me aconteceu: abri o caderno na lição de evangelismo de crianças, onde dizia que poderíamos evangelizar em lar cristão com Classe de Boas Novas e Classe de Cinco Dias. Então eu olhei para eles, e eles estavam sentados no sofá olhando pra mim, como se estivesse esperando alguma coisa.

Então Deus falou ao meu coração: - Eis aqui seus pequeninos.

Na mesma hora, levantei e fui para o quarto orar . Quando voltei, perguntei á eles se podiam contar uma história pra eles, e eles se empolgaram dizendo que sim.

Sentei-me ao lado deles com a bíblia e com o livro “Sem Palavras”, e comecei a contar:

A menina de 8 anos ficou atenta com o andar da história e tentava responder tudo que eu perguntava.Foi então que eu disse á ela que o nosso coração é como uma casinha, que deve ser para limpinha porque Jesus quer morar nele.Então ele bate na porta do nosso coração e pergunta se pode entrar. Ai ela me interrompeu e disse:- Em João 10:9 digo “Eu sou a porta. Se alguém entra por mim, será salvo.” Lembra, foi você quem me ensinou quando eu fui aquele dia lá na sua igreja?

          Eu confesso que fiquei meia pasma, pois eu nem lembrava da lição que dei quando por acaso meu filhinho de 3 anos chamou ela pra ir em nossa igreja. Mas mesmo assim, muito feliz, continuei a contar o livro, então chegou a hora do apela e adivinhe?

 Isso mesmo, a menininha que eu nem dei importância aceitou á Jesus como Salvador dentro da minha casa. Você não imagina a felicidade que eu obtive naquele momento: já no meu primeiro evangelismo ganhar um cordeirinho para Jesus.

          Então eu fiz uma oração com ela e perguntei se ela já conhecia uma EBD, e se ela gostaria de participar de uma. Ela ficou muito feliz e me pediu para conversar com a mãe dela para que ela pudesse ir comigo todos os domingos na igreja comigo.

          Eu fiquei tão feliz, que na mesma hora levantei correndo e dei um abraço tão forte nela que ela até ficou meio sem entender, então eu disse á ela que eu estava muito feliz porque agora ela fazia parte da família de Deus, e que quando ela quisesse, eu contaria muitas outras histórias da bíblia para ela.

          Então eu peguei o folheto, expliquei pra ela o que dizia no folheto e falei pra ela contar para os amiguinhos dela.

          Quando eu acabei de entregar o folheto, ela no mesmo instante foi embora.

          Parecia que ela foi a minha casa só para que eu pudesse falar sobre a palavra de Deus. Deus enviou aquelas crianças no meu lar para pregar o evangelho pra elas, pena que eu custei para entender.Mas graças á Deus foi há tempo.

          Muitos professores de crianças, se sentem “amedrontados” quando dizemos que ele é um Evangelista.Infelizmente somos visto por alguns pais e até pastores como “babás”, que “ficam” com as crianças para eles assistirem o culto tranqüilamente e não como professores evangelistas.Alguns pensam que ficamos na salinha brincando de contar historinhas, e este verdadeiramente não é nosso intuito,pois somo ungidos e separados por Deus para pregar o evangelho aos pequeninos.

(Isaías 61:1b/Romanos 10:15b/ Romanos 15:29/II Cr. 29:11/Is. 40:11),e

esta visão cabe a nós mudarmos, através de jejum e oração,andando sempre a lado a lado com Deus.Não se preocupe com os que os outros vão pensar de você ou em buscar aprovação de reconhecimento do homem,a maior recompensa vem dos céus.