As crianças são Importantes!

 

 

Uma vez, quando Jesus falava a uma grande multidão, alguns pais lhe trouxeram seus filhos para que ele os abençoasse. Eram crianças. Corriam, falavam e riam sem nenhuma cerimônia. Os discípulos de Jesus depressa tentaram afastar as crianças dali, não querendo que elas desviassem a atenção dos ouvintes. “Jesus, porém, vendo isto, indignou-se e disse-lhes: Deixai vir a mim os pequeninos, não os embaraceis, porque dos tais é o reino de Deus… Então, tomando-as nos braços e impondo-lhes as mãos, as abençoou” (Mc 10.13-16). Esta é uma das passagens bíblicas que enfatizam a importância das crianças para Deus e para Jesus.

Sim, as crianças são muito importan-tes. Os pais precisam lembrar-se disto, sempre, e não dar mais importância ao trabalho, ao dinheiro, ao futebol ou às novelas do que dão aos filhos. A igreja também precisa dar importância às crianças, inclusive às que estão por aí nas ruas, talvez sem pais, sem teto, sem comida, sem nada.

Ensina a criança.

A Bíblia diz: “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele” (Pv 22.6. Ver Dt 6.4-9). As crianças podem e devem ser ensinadas a respeito de Deus, de Jesus, da salvação e da vida cristã. Os pais devem ler as histórias da Bíblia para seus filhos pequenos; devem ensinar-lhes a amar a Deus e a Jesus, a orar e a orientar sua vida pelos ensinos de Jesus e dos apóstolos.

As crianças de hoje serão os adolescentes, os jovens e os adultos de amanhã. Como serão? Dependerá da educação que seus pais lhes derem. Se for uma educação verdadeiramente cristã, pautada nos ensinos de Jesus, os resultados serão maravilhosos.

A igreja pode e deve ajudar aos pais nesta nobre tarefa. Mas, claro, precisa ser uma igreja verdadeiramente cristã, bíblica, cheia de amor e fiel aos ensinos de Jesus.

Meu testemunho pessoal.

Lembro-me dos chamados “cul-tinhos domésticos” que meus pais faziam com os filhos. Eles liam a Bíblia e histórias de missionários para nós, oravam conosco e nos ensinavam a orar. Quando necessário (lamento dizer que foi necessário, muitas vezes…), eles nos davam umas chineladas. Depois nos mostravam na Bíblia algumas passagens sobre obediência aos pais, sobre palavras feias e ásperas, sobre brigas de irmãos, sobre mentiras e coisas tais, e também sobre o amor e o perdão de Deus.

Nos domingos, nossos pais nos levavam às reuniões da igreja. Lembro-me das cadeirinhas em que eu me assentava no Departamento Infantil da Escola Bíblica Dominical. Ninguém falava em ir à praia, ao ci-nema ou ao futebol no domingo, dei-xando de lado o privilégio e as bênçãos da Escola Dominical, dos cultos e do encontro com os “irmãos”. Mas tínhamos bastante diversão… noutros dias da semana.
É verdade que nos cultos dos grandes, eu, o caçula, dormia recostado no colo da mamãe. Mas foi assim que aprendi a amar a igreja e o ensino da Palavra de Deus. Por toda a minha vida de jovem e adulto, eu tenho agradecido a Deus a formação cristã e a educação. Não sendo melhor do que ninguém, Cristo e o Evangelho protegeram-me de muitos males.

Minha filha mais velha, hoje uma cirurgiã dentista, diz que foi aos 6 anos de idade que ela creu de fato em Jesus como seu Salvador e Senhor. Ela se lembra das circunstâncias. Foi na África do Sul, onde eu e minha esposa fomos missionários por dois anos. A esposa de outro missionário leu alguns textos bíblicos, explicou que as pessoas podem e devem se arrepender dos seus pecados, pedir perdão a Deus e receber Jesus no coração. Depois perguntou às crianças presentes se queriam fazer isso. Minha filha disse que sim. Desde então e graças ao amor de Deus, ela nunca se afastou dos princípios do evangelho. Os outros filhos também são cristãos: um é pastor e o outro, um design, está se preparando para ser pastor. Nada imposto pelos pais.

A ajuda da igreja

Com a intenção de ajudar aos pais na tarefa de educar seus filhos nos caminhos de Deus, nossa igreja pre-parou um berçário e outras salas para as crianças, adolescentes e jovens. Os adultos reúnem-se no salão de cultos. Todos os domingos, às 9h, temos a nossa Escola Bíblica Dominical; às 10h20 e às 19h realizamos nossos cultos de adoração, louvor e pregação da Palavra de Deus.

Nas férias de julho, com a mesma intenção, realizamos uma Escola Bíblica de Férias (EBF). De segunda a sexta, das 14h às 17h, acolhemos cerca de 150 crianças de 2 a 12 anos, para uma programação intensa que inclui: histórias bíblicas e de missionários cristãos, muita música, trabalhos ma-nuais, recreação e lanche.

Vale acrescentar que nosso objetivo não é discutir religião ou fazer “lavagem cerebral”, e muito menos agredir qualquer religião. Nossas intenções e espírito estão claros por tudo que dissemos acima. Venha visitar-nos. Você descobrirá que falamos do mesmo Deus, do mesmo Cristo, da mesma Bíblia, do mesmo céu onde todos queremos chegar… com nossos filhos!

Pr. Éber. Mensagem a ser enviada aos pais das crianças que comparecerem à Festa do Dia das Crianças

 

Fonte:   http://igrejaluzdomundo.org/2009/10/07/as-criancas-sao-importantes/