A Mentira

 

 

Escrito por Jabesmar A. Guimarães   
   fonte: http://www.jabesmar.com.br/edificacao/5-a-mentira.html

Este breve estudo tem por objetivo trazer a luz algumas poucas considerações sobre a mentira. Devido ao pequeno espaço de tempo que dispomos nos concentraremos apenas em alguns aspectos da mentira, ficando os demais para outra oportunidade.

I. A Orígem da Mentira (Jo 8:44)

"Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira".

Uma pergunta tem sido feita por muitos sábios no decorrer da história humana. De onde veio esta capacidade que o homem tem de inventar as mais terríveis calúnias e de mentir com tanta facilidade? Como começou e se aperfeiçoou a "arte" de mentir? Vejamos o que a bíblia diz a este respeito.

Quem responde esta pergunta é o próprio Senhor Jesus quando nos diz que o diabo é o pai da mentira. Ele deixa claro que a mentira se originou no coração de Satanás. Ela é algo inerente ao seu ser. Assim como a verdade faz parte do caráter e da pessoa de Deus, a mentira faz parte do caráter e pessoa de Satanás. Segundo Hebreus 6:18: "é impossível que Deus minta", contrário a isso podemos afirmar que é impossível que Satanás fale a verdade.

A primeira palavra do diabo registrada na Bíblia é uma terrível mentira. Deus disse ao nosso Pai Adão: "certamente morrerás" (Gn2:17); o diabo mentiu dizendo: "é certo que não morrereis" (Gn 3:4). Deus estava certo. Desde então bilhões de seres humanos morreram espiritual e fisicamente (nesta ordem).

O nosso amado Homem-Deus, Jesus Cristo, disse: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida". Colocando-se, assim, como o Único caminho capaz de conduzir o ser humano a verdade e a vida, ou seja, ao próprio Deus. Satanás como a antítese, o contrário de Deus também diz: Eu sou um caminho, a mentira e a morte. Pois tudo que ele faz visa apresentar um caminho mentiroso que conduza o ser humano à mentira e conseqüentemente à morte. Sendo assim, como filhos de Deus, não devemos ter nenhum tipo de acordo com a mentira. Não temos nada em comum com a maldita mentira e com o seu pai. No entanto, alguns cristãos vêem a mentira como algo comum, chegado mesmo a lançar mão dela como um recurso lícito para alcançar objetivos dos mais variados. Isso veremos a seguir.

II. Quando Podemos Cair No Pecado da Mentira?

Você e eu caímos na mentira quando a ganância e o orgulho acham espaço no nosso coração e usamos a mentira para manter nossos empregos, nossa posição social, nosso cargo na igreja, nosso namoro ou casamento, nossas amizades, nossa empresa etc., etc., etc. Mentimos quando tratamos as pessoas com falsidade, quando passamos para frente fatos que não presenciamos como a mais pura verdade, quando aparento ser o que na realidade não sou (tanto social como espiritualmente) e por aí vai.

Estas são, como alguns dizem, as mentiras "cabeludas". Mas a Bíblia não difere mentirinha de mentira e mentirão. Todo tipo de mentira ofende ao nosso Deus e traz conseqüências ao mentiroso. Fico triste quando vejo pais crentes ensinando os seus filhos a mentir. Agora vocês devem estar pensando que estou exagerando. Talvez alguém até duvide que esse negócio de pais crentes ensinarem os filhos a mentir seja impossível. Mas isso não é tão impossível assim, senão vejamos alguns exemplos:

  1. Menino, não vai ali não que o bicho vai te pegar.
  2. Menino, pára de desobedecer porque senão a polícia te prende.
  3. Menino, se você não parar aquele homem preto vai te pegar.
  4. Menino, não faz isso que vou te bater (e nunca bate).
  5. Menino que desobedece o mendigo leva para fazer lingüiça.
  6. No natal papai Noel vai trazer um presente para você.
  7. Meu filho, se você passar de ano te dou um videogame de presente. O menino se mata de estudar, passa de ano, e nada de videogame.

São coisas simples que fazemos sem pensar, mas que podem ter conseqüências sérias na vida dos pequeninos. Sem falar em pais que conscientemente mandam o filho mentir descaradamente.

É isso que chamo ensinar os filhos a mentir, a se tornarem craques na mentira, quando se deveria torná-los craques na verdade. Fico imaginando que uma criança, um adolescente ou até mesmo um jovem, deve pensar que seus pais "tão crentes" estão é brincando de igreja todos os domingos.

Nós os mais velhos devemos estar alertas sobre o que estamos ensinando aos mais novos com o nosso comportamento. Isso se aplica a criança, ao adolescente e ao jovem. Mas com toda certeza a maior responsabilidade está sobre os adultos; principalmente sobre os que já são pais.

III. Um Incentivo à Prática da Verdade (Ef 4:25)

"Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros.

O que a mentira mais teme é a verdade. Isso porque quando a verdade surge ela aniquila com todos os planos dos mentirosos. Seja o mentiroso um homem ou até mesmo Satanás a verdade frustra o seu intento.

A Bíblia afirma que todos somos parte do corpo de Cristo. Como membros de um só corpo, pertencemos uns aos outros (Rm 12:5). Assim sendo, devemos ser totalmente honestos uns para com os outros. A mentira é um terrível obstáculo para o bom funcionamento do corpo de Cristo. João Crisóstemo, um pregador da igreja primitiva, exemplificou isso da seguinte forma. Ele disse: "Se o olho vê uma serpente, ele engana o pé? Se a língua sente o gosto daquilo que é amargo, ela engana o estomago?''.

Efésios 4:25 dá a entender que a comunhão na igreja local pode ser arruinada pela mentira. Não creio que se refira somente a mentira falada mas também àquela mentira expressa nas nossas atitudes uns para com os outros.

É interessante o fato de que antes de falarmos a verdade, o apóstolo nos manda deixar a mentira. Para sermos verdadeiros devemos abandonar primeiro toda e qualquer forma de mentira. Devemos agir com honestidade uns para com os outros, isso deixando a falsidade (que é uma forma de mentira) de lado.

Mas o maior incentivo para que sejamos amigos da verdade reside no fato de que o nosso Deus se deleita na verdade. Aliás Ele próprio é a Verdade. Se sou amigo da verdade sou amigo de Deus, agrado a Deus e desagrado a Satanás. Um fato muito sério é que o contrário também é verdade. Quando minto desagrado ao meu Pai e agrado a Satanás, o pai da mentira.

Que Deus nos conceda a graça de sermos crentes verdadeiros que amam ao Pai da verdade e odeiem a mentira e o seu pai. Pois quando minto estou fazendo gol contra a igreja e a favor do inferno.